quinta-feira, Outubro 30, 2014

Empresário de Dantas não descarta saída

Rodrigo Dantas (foto ASF)

- " O médio brasileiro Rodrigo Dantas, do Belenenses, tem sido associado nos últimos dias a vários clubes italianos, fruto da boa época que está a fazer no clube do Restelo, que ocupa o oitavo lugar no campeonato.

Luís Alves, empresário de Dantas, considera «normais» as abordagens pelo jogador e não põe de parte uma transferência caso esta vá também ao encontro das pretensões do Belenenses.

«Se as condições agradarem ao jogador e ao Belenenses, penso que existe essa possibilidade. Mas o Rodrigo é, nesta altura, um jogador importante na equipa e não sei se o Belenenses está disposto a prescindir do jogador. Ele está feliz... mas vamos ver o que o futuro nos reserva», afirmou o empresário, em declarações à Rádio Renascença.

Rodrigo Dantas na mira de clubes italianos


 - " Médio brasileiro tem estado em destaque no clube do Restelo e já é pretendido por emblemas da Serie A.






É peça importante na manobra da equipa treinada por Lito Vidigal, ao ponto do seu nome já estar a ser comentado em Itália, como possível reforço de clubes da Serie A.

Rodrigo Dantas, médio brasileiro de 25 anos do Belenenses, está a ser associado a clubes do principal escalão do "Calcio", revelou nos últimos dias a imprensa transalpina.

Dantas cumpre contrato com o Belenenses mas uma possível saída no mercado de Inverno ou no final da temporada não é descartada pelo seu empresário, Luís Alves.

"Se as condições agradarem ao jogador e ao Belenenses, penso que existe essas possibilidade. Mas o Rodrigo é, nesta altura, um jogador importante na equipa e não sei se o Belenenses está disposto a prescindir do jogador. Ele está feliz... mas vamos ver o que o futuro nos reserva", afirma, em entrevista a Bola Branca.

Para Luís Alves, as notícias que chegam de Itália não são surpreendentes. "Essas notícias não me espantam devido ao excelente início de temporada que o Rodrigo está a fazer. É um jogador de grande nível e já com um bom currículo (campeão estadual do Rio de janeiro pelo Botafogo e vencedor da Segunda Liga Portuguesa pelo Estoril, em 2011/2012). Penso que as abordagens são normais", conclui.

Lito Vidigal "Com sorte nem íamos aos penáltis"

- " Lito Vidigal, treinador do Belenenses, lamentou "não ter mais soluções"
Lito Vidigal ficou naturalmente contente com o resultado que permitiu ao Belenenses seguir em frente na Taça da Liga, depois de eliminar o Académico de Viseu no recurso às grandes penalidades.

"O nosso objetivo é ganhar todos os jogos, seja contra que adversário for, seja em casa ou fora. Trabalhámos para anular a desvantagem e conseguimos. Com um bocado de sorte nem sequer tínhamos ido aos penáltis", considerou o treinador do Belenenses.

Lito Vidigal lamentou não ter mais jogadores para poder rodar. "Só tenho pena de não ter mais soluções no plantel para fazer uma gestão mais segura. Muitos deles tinham jogado 90 minutos contra o Estoril e agora têm que jogar contra o Boavista". O Belenenses recebe a equipa axadrezada na segunda-feira, jogo que encerra a nona jornada da I Liga.

Belenenses afasta Académico de Viseu nos penáltis

- " Filipe Mendes foi o herói da equipa do Restelo ao defender dois penáltis no jogo com o Académico que terminou 2-0 no final do tempo regulamentar
O Belenenses segue em frente na Taça da Liga. Depois de perder, por 3-1, na 1ª mão, em Viseu, o Belenenses derrotou esta quarta-feira o Académico, por 2-0, vencendo depois no recurso ao desempate por grandes penalidades.

Renan marcou na própria baliza, aos 48', e Tiago Caeiro, aos 69', fixou o resultado em 2-0. Depois de evitar o golo do Académico por duas vezes no tempo regulamentar, o guarda-redes Filipe Mendes foi o herói do Belenenses ao defender duas grandes penalidades.

Grandes penalidades

1-0 João Afonso

1-1 João Coimbra

2-1 Tiago Silva

Carneiro falhou

3-1 Fredy

Tiago Borges falhou

4-1 Nélson

quarta-feira, Outubro 29, 2014

Belenenses-Ac. Viseu, 2-0 (4-1 g.p.): Azuis dão a volta e avançam

- "  EQUIPA DO RESTELO VENCEU NOS PENÁLTIS
O Belenenses qualificou-se esta quarta-feira para a terceira fase da Taça da Liga, ao vencer o Académico de Viseu, no desempate por grandes penalidades (4-1), após ter anulado a desvantagem na eliminatória no tempo regulamentar (2-0).

Depois de terem perdido por 3-1, em Viseu, há cerca de um mês, os azuis igualaram a eliminatória, graças aos tentos de Renan, aos 48 minutos, na própria baliza, e Tiago Caeiro, aos 69, resultado que obrigou à marcação dos castigos máximos, nos quais a formação de Belém foi mais certeira.

Desta forma, o Belenenses regressa à terceira fase da prova, a qual não atingia odesde 2008/09, e acaba por merecer o desfecho do encontro, uma vez que os visitantes quase sempre se limitaram a defender a vantagem trazida da primeira mão.

O conjunto do Restelo entrou mais decidido na partida e Tiago Caeiro e Deyverson foram os primeiros a colocar o guardião adversário à prova, sendo que a resposta do Académico chegaria à passagem da meia hora, por intermédio de João Carneiro e Clayton, ambos sem sucesso na finalização.

Contudo, a mais flagrante ocasião surgiria em cima do intervalo, quando Abel Camará, em excelente posição, ficou muito perto de adiantar os azuis no marcador, mas falhou por completo o alvo.

Ainda assim, o golo inaugural aconteceria nos primeiros minutos da etapa complementar, graças a uma infelicidade de Renan, que acabou por desviar um cruzamento de Fábio Nunes e colocou o Belenenses em vantagem.

Apesar do golo sofrido, o Académico de Viseu começou a tentar segurar o resultado, que lhe dava a qualificação, remetendo-se ao seu meio-campo durante um longo período, até que Tiago Caeiro aumentou a contagem dos lisboetas e igualou a eliminatória.

No entanto, nos instantes finais seria mesmo a formação viseense a dispor de soberana oportunidade para garantir a permanência em prova, mas Luisinho, aos 90+2, não conseguiu ultrapassar a oposição de Filipe Mendes, guarda-redes que viria a revelar-se decisivo para as cores azuis, ao defender dois remates, no desempate por grandes penalidades.

Belenenses-Ac. Viseu, 2-0 (4-1 g.p.)

Jogo no Estádio do Restelo, em Lisboa.

Ao intervalo: 0-0
No final do tempo regulamentar: 2-0.

Marcadores:

1-0 - Renan, 48' (p.b.)
2-0 - Tiago Caeiro, 69'

Marcadores nos desempates por grandes penalidades:

1-0 - João Afonso
1-1 - João Coimbra
2-1 - Tiago Silva
2-1 - João Carneiro (defesa do guarda-redes)
3-1 - Fredy
3-1 - Tiago Borges (defesa do guarda-redes)
4-1 - Nélson

Equipas:

Belenenses: Filipe Mendes, Palmeira, João Meira, João Afonso, Nélson, Tiago Silva, Pelé, Fábio Nunes (Fredy, 82), Deyverson, Abel Camará e Tiago Caeiro (Bruno China, 72).

Suplentes: Ventura, André Teixeira, Fredy, Bruno China, Mailó, Gonçalo Brandão e Daniel Martins.

Treinador: Lito Vidigal.

Académico de Viseu: Ivo Gonçalves, Tomé, Eridson, Clodoaldo, Dalbert, João Coimbra, Renan, Tiago Almeida (Luisinho, 73), Clayton (Alphonse, 60), João Carneiro e Sandro Lima (Tiago Borges, 74).

Suplentes: Nuno Oliveira, Filipe Nascimento, Luisinho, Tiago Borges, João Ricardo, Pedro Santos e Alphonse.

Treinador: Alex Costa.

Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa). Ação disciplinar: Cartão amarelo para Clayton (15), Tiago Silva (26), Deyverson (33), Sandro Lima (34), Eridson (57), Tomé (59), João Afonso (72), Alphonse (90+1) e João Meira (90+1).

Assistência: cerca de 350 espetadores.

Belenenses afasta Académico de Viseu apenas nos penalties (4-1)

Tiago Caeiro (foto ASF)
- " Após a derrota sofrida no primeiro jogo, o Belenenses venceu, esta quarta-feira, o Académico por 2-0 (4-1 nas grandes penalidades), em jogo da segunda mão da segunda fase da Taça da Liga.

A equipa do Restelo passou para a frente fruto da infelicidade de Renan, que assinou um autogolo (48). Depois, aos 68 minutos, Tiago Caeiro elevou a contagem.

Este resultado forçou a realização da lotaria das grandes penalidades, onde o Belenenses venceu o Académica por 4-1.

Renovação para Filipe Ferreira

 - " Jogador deve ser o próximo contemplado
Depois de o defesa-central Palmeira ter prolongado a ligação ao Belenenses até 2017, Filipe Ferreira deve ser o próximo a renovar contrato com os azuis do Restelo. O lateral-esquerdo esteve ontem reunido com o presidente da SAD, Rui Pedro Soares, com vista à assinatura de um novo vínculo, válido por mais duas temporadas, ou seja, até 2017, uma vez que o jogador se encontra vinculado até 2015.

Contratado ao Atlético na época 2012/13, Filipe Ferreira, de 24 anos, é um dos indiscutíveis na formação comandada pelo técnico Lito Vidigal. Aliás, o defesa foi totalista nas primeiras sete jornadas do campeonato, falhando apenas a partida do passado domingo (vitória do Belenenses no Estoril, por 2-1), devido a lesão, motivo que o impede também de defrontar hoje o Ac. Viseu, para a Taça da Liga

Lito Vidigal: «Preparados para anular a desvantagem»

 - " Técnico afirma que vão jogar os melhores
O Belenenses joga quarta-feira com o Académico de Viseu, em jogo da 2.ª mão da 2.ª fase da Taça da Liga e, depois da desvantagem de 3-1 trazida da 1ª mão em Viseu, Lito Vidigal, técnico dos azuis do Restelo, acredita que pode reverter a eliminatória.

"Estamos preparados para anular a desvantagem. Vão jogar aqueles que considero serem os melhores. Queremos ir o mais longe possível nesta competição mas o objetivo principal é a permanência na Primeira Liga", afirmou o treinador angolano na conferência de imprensa.

Também Fábio Nunes, em declarações aos jornalistas disse que "vai ser complicado anular a desvantagem mas vamos tentar". O avançado do Belenenses não tem sido muito utilizado mas acrescentou: "não tenho sido titular, mas trabalho para isso".

O jogo vai-se realizar no Estádio do Restelo pelas 16 horas

terça-feira, Outubro 28, 2014

Miguel Rosa e Sturgeon falham Ac. Viseu

Miguel Rosa não ajudará equipa diante do Ac. Viseu.
 - " DUPLA AFASTADA POR OPÇÃO TÉCNICA
O Belenenses divulgou a lista de convocados para o jogo de amanhã contra o Académico de Viseu, a contar para 2.ª mão da 2.ª fase da Taça da Liga, numa convocatória em que se destacam as ausências de Miguel Rosa e Sturgeon, aparentemente por opção do técnico Lito Vidigal.

Também ausentes, mas por lesão, estarão Rodrigo Dantas e Filipe Ferreira, dois elementos que não poderão ajudar os azuis a dar a volta a uma desvantagem de 3-1 que trazem da primeira partida.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Hugo Ventura e Filipe Mendes;

Defesas: André Teixeira, Daniel Martins, Gonçalo Brandão, João Afonso, João Meira, Palmeira e Nélson;

Médios: Bruno China, Pelé e Tiago Silva;

Avançados: Mailó, Tiago Caieiro, Fredy, Deyverson, Fábio Nunes e Abel Camará.

segunda-feira, Outubro 27, 2014

Sorteio dos 16 avos da Taça de Portugal : Trofense – Belenenses


- " Sorteio da 4.ª eliminatória
Já é conhecido o resultado do sorteio da 4.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Os jogos estão agendados para o fim de semana de 22/23 de novembro.

Sorteio:

Famalicão (CNS) – Fafe (CNS)
Vizela (CNS) - Operário (CNS)
Benfica - Moreirense (L)
Aves (L2) - Penafiel (L)
Gil Vicente (L) – Varzim (CNS)
Atlético (L2) - Marítimo (L)
Rio Ave (L) - Oliveirense (L2)
Paços de Ferreira (L) – Riachense (CNS)
V. Guimarães (L) – SC Braga (L)
Santa Maria (CNS) - Santa Eulália (CNS)
Feirense (L2) - Chaves (L2)
Vieira (CNS) - Freamunde (L2)
SC Espinho – Sporting (L)
Nacional (L) – Ribeirão (CNS)
Trofense – Belenenses (L)
Oriental (L2) – V. Setúbal (L)

Lito Vidigal: «37 anos? Não dou grande importância a esses aspectos»

Lito Vidigal: «37 anos? Não dou grande importância a esses aspectos»
 
- "Lito Vidigal, treinador do Belenenses, após a vitória frente ao Estoril (1-2)
Segunda vitória fora e triunfo na Amoreira depois de 37 anos sem vencer na casa do adversário. Algum sabor especial?

«Não. É importante ganhar. Não dou grande importância a esses aspetos. Realmente são muitos anos, mas não foram assim tantos a competir diretamente, porque houve alturas em que andámos em campeonatos diferentes. É sempre bom ganhar. Nós temos os nossos objetivos definidos, que é trabalharmos para nos mantermos na I Liga. Na época anterior tivemos um ano desgastante. Não fizemos alterações de fundo. Temos vindo a trabalhar com seriedade, com atitude e responsabilidade. Os jogadores têm sido fantásticos, querem aprender e ser melhores todos os dias. A sua atitude faz com que consigamos amealhar os pontos necessários.»

Apesar da carreira que está a fazer na Liga, mantém que a meta é a permanência. Como se gere isso junto dos jogadores?
«Sempre equilibrado. Quando não ganhamos não deitamos o mundo abaixo, nem dizemos que está tudo mal. Da mesma forma que, quando ganhamos, somos equilibrados e sabemos o caminho que temos de percorrer para atingirmos os nossos objetivos. Na época passada, o Belenenses teve uma temporada desgastante. No outro ano estava na II Liga. Não queremos passar pelo mesmo. Não queremos ser oscilantes. Não queremos achar que, só porque ganhámos três jogos, podemos fazer mais e depois estarmos a sofrer. Se nós estivéssemos estruturados para procurar outros objetivos assumiríamos com certezas. Mas não é essa a verdade. Temos excedido as expectativas, fruto do trabalho. Temos sido responsáveis e temos tido a atitude certa. Admito que os jogadores acreditem e imaginem outros objetivos, mas só os poderão alcançar se trabalharem aqui, hoje e agora. O coletivo tem sido fantástico e isso é que faz com que tenhamos a pontuação que temos, apesar de todas as carências que apresentamos. Mas isso não nos vai fazer perder a cabeça. Vai fazer, sim, com que sejamos exigentes e equilibrados. O nosso objetivo está definido e ainda falta muito e temos de trabalhar muito para o atingirmos.»

Dificuldades na segunda parte
«Até é bom, porque estamos a crescer e a aprender. É importante que nós consigamos passar por situações destas e consigamos ter êxito. Isso dá confiança. Se passarmos por uma situação idêntica no próximo jogo, estaremos mais preparados para isso. Quando estamos por cima temos de aproveitar. Quando não estamos temos de ser equilibrados e organizados e isso nós conseguimos sê-lo hoje. Por isso, saímos daqui com a vitória.»

domingo, Outubro 26, 2014

«Os jogadores têm sido fantásticos no trabalho e nos resultados obtidos» - Lito

Lito Vidigal (fotografia de arquivo) (foto ASF)
- " O Belenenses venceu em casa do Estoril-Praia, por 2-1. Embora tenha conquistado os três pontos, Lito Vidigal rejeita euforias, preferindo enveredar por um discurso que prime pelo equilíbrio.

«Quando não ganhamos, não dizemos que está tudo mal, da mesma forma que, quando ganhamos, não dizemos que está tudo bem. O discurso tem de ser equilibrado. Se estamos neste momento numa boa posição é porque temos tido a atitude certa no trabalho», afirmou o técnico dos azuis do Restelo.

Lito considerou que os seus jogadores «têm sido fantásticos no trabalho e nos resultados obtidos», acrescentando que tudo o que lhes pede «é que se superem todos os dias».

Sobre o jogo em si, o treinador do Belenenses sublinhou que a sua equipa tem de «aprender a sofrer».

Lito Vidigal: «Os meus jogadores têm sido fantásticos»

- " FELIZ COM VITÓRIA FRENTE AO ESTORIL
Lito Vidigal elogiou o desempenho dos jogadores do Belenenses no final do jogo com o Estoril (vitória na Amoreira por 2-1).

"É o sabor da vitória. É importante ganhar. É verdade que há muitos anos que o Belenenses não vencia aqui, mas também é verdade que não se encontraram assim tantas vezes, pois as equipas andaram muitas vezes em campeonatos diferentes. Os meus jogadores têm sido fantásticos no trabalho e nos resultados obtidos. Quando não ganhamos, não dizemos que está tudo mal, da mesma forma que, quando ganhamos, não dizemos que está tudo bem. O discurso tem de ser equilibrado", referiu.

O treinador destacou que o grupo tem tido a "atitude certa no trabalho".

"O que peço aos jogadores é que se superem todos os dias. O nosso objetivo está definido, ainda falta muito para o atingir. O golo sofrido na segunda parte e o facto de termos marcado logo a seguir é bom. Temos de aprender a sofrer. Os jogos têm sempre várias situações. Quando estamos por cima temos de aproveitar", assegurou.

Belenenses vence Estoril (2-1) na Amoreira

Lito Vidigal, treinador do Belenenses (foto ASF)
- " O Belenenses venceu este domingo em casa do Estoril por 2-1. Miguel Rosa e Deyverson marcaram pelos azuis, enquanto Kléber, que entrou na segunda parte, fez o único golo dos canarinhos.


Veja aqui a ficha do jogo

Estoril-Belenenses, 1-2 (crónica)

Estoril-Belenenses, 1-2 (crónica)
- " Quebrou-se o enguiço. 37 anos depois, o Belenenses conseguiu vencer no estádio do Estoril (2-1), que somou mais um jogo sem vencer - a última vitória dos azuis do Restelo na Amoreira foi a 23 de outubro de 1977.

Os anfitriões começaram por deixar que os visitantes tomassem conta do jogo. O Belenenses assumiu o ataque e o Estoril tentou perceber como poderia contrariar as ações do adversário.

Nos primeiros minutos, os azuis do Restelo encostaram os anfitriões à sua área, ainda que sem efeitos práticos. Pelo menos até aos 20 minutos. Aí, Miguel Rosa decidiu «encher o pé» e rematou cruzado. A bola ainda bateu à frente de Vagner, «traindo» o guarda-redes.

O Estoril tentou reagir e viu-se algum equilíbrio na partida, mas os estorilistas falharam o objetivo, colocar a bola na baliza de Matt Jones. Faltou, sobretudo, alguma dinâmica na transição da defesa para o ataque.

Aos 39 minutos, os adeptos da casa saltaram das cadeiras, mas o remate de Diogo Amado bateu nas malhas laterais.

Ao intervalo, Couceiro mexeu na equipa: tirou Bruno Miguel e Bruno Lopes, colocou Babanco e Kléber. O Estoril parecia estar apostado em dar a volta ao resultado e começou a aproximar-se da baliza de Matt Jones, mas o Belenenses equilibrou as contas.

Aos 58 minutos as alterações feitas por Couceiro tiveram efeito. Kléber igualou a partida, depois de passe de Kuca. O camisola 13 colocou a bola sobre o guarda-redes do Belenenses e ainda foi até à linha certificar-se que a bola entrava.

Os festejos duraram apenas três minutos. Deyverson fez o 2-1, a passe de Sturgeon. Aos 64 minutos, Rúben Fernandes rematou e a bola embateu no poste! O jogo estava animado e dividido. Pelo menos, prometia sê-lo.

Mas, a partir daí, o Belenenses parece ter abrandado para gerir a vantagem, enquanto os homens da casa procuraram o empate. Uma luta que não conseguiram vencer.

- " Estoril-Belenenses, 1-2 (destaques)

Aos 20 minutos começou a quebrar-se o enguiço

Estoril-Belenenses, 1-2 (destaques)
Figura
Deyverson:
fez o golo da vitória a passe de Sturgeon, aos 61 minutos. Apesar de só ter feito um golo, fez um grande trabalho durante o resto da partida, desgastando a defesa contrária.

Momento
Minuto 20 – O (bom) golo de Miguel Rosa abriu caminho para a vitória do Belenenses, que quebrou um enguiço que durava há 37 anos. Os azuis do Restelo já não venciam na Amoreira desde outubro de 1977.

Outros destaques
Sturgeon

Fez um jogo globalmente positivo. Trabalhou muito e nunca desistiu. Fez o passe para o golo de Deyverson.

sábado, Outubro 25, 2014

Rodrigo Dantas promete determinação no Estoril

Médio brasileiro, formado no Botafogo, viverá dia especial ao jogar no Estoril, diante do seu antigo clube (foto ASF)
- " O médio brasileiro Rodrigo Dantas, de 25 anos, garantiu este sábado «trabalho firme e determinado» da equipa do Belenenses que domingo (16 horas), visita o Estoril, para a 8.ª jornada da Liga, campo onde já não vence há 37 anos (2-1, a 23 de outubro de 1977, época 1977/78).

Na conferência de imprensa de antevisão da deslocação dos comandados de Lito Vidigal à Amoreira, realizada ao final da manhã no Estádio do Restelo, Rodrigo Dantas disse aos jornalistas ser «a vitória a melhor prenda» pelos 25 anos, que o médio brasileiro do clube da cruz de Cristo celebrou no último domingo.

«Vamos entrar forte e determinados em vencer. Após três semanas sem jogos, já tínhamos saudades do campeonato. Não fazia ideia que o Belenenses não ganhava na Amoreira há tanto tempo, 37 anos. Está na hora, e vamos lá com essa convicção, a um estádio especial para mim», afirmou o brasileiro, que, em 2011/12, foi campeão da Liga2... pelo Estoril, na estreia de Marco Silva como treinador.

«Será um dia especial para mim. Do meu tempo no Estoril, saíram o Steven Vitória, o Licá, o Carlos Eduardo, o Tiago Gomes e o Bruno Nascimento. Mas ainda lá tenho bons amigos, como o Vagner, o Anderson Luís e o Diogo Amado», admitiu o jogador dos azuis, nascido há 25 anos no Rio de Janeiro.

«São meus amigos, mas negócios à parte: quero muito ganhar-lhes. Já não vencemos fora para a Liga desde 17 de agosto [Penafiel, 3-1), foi a única até agora, queremos muito que venha o segundo triundo fora do Restelo», disse Dantas.

«Curiosamente, fui criado num bairro carioca chamado Campo Grande, o mesmo do Deyverson. Devemos ter jogado à bola na mesma rua, mas só agora, e no Belenenses, nos conhecemos. É um grande avançado, está em grande forma, confio nos golos dele para vencermos», sublinhou um profissional que elogia a antiga casa.

«Saíram grandes jogadores do Estoril, mas apareceram outros: têm um grande plantel, com 30 jogadores. E não acredito em cansaço suplementar por terem jogado na quinta-feira para a Liga Europa e menos tempo de descanso do que nós. Têm muita qualidade», concluiu aquele que tem sido aposta regular de Lito Vidigal para o onze, exceto três jornadas, em que recuperava de lesão.

O plantel do Belenenses treinou-se pela manhã deste sábado, à porta fechada. Com Filipe Ferreira ainda em gestão de esforço e carta fora do baralho para o próximo compromisso, a grande incógnita é quem Lito irá escolher para a esquerda da defesa.

O lateral-direito Nélson foi testado durante os treinos da semana adaptado à posição, assim como o defesa central Gonçalo Brandão, sobre o qual deverá recair a opção, num jogo para o qual quase três centenas de adeptos do emblema de Belém já garantiram bilhete.

A lista de convocados de Lito Vidigal, divulgada ao final da tarde, contempla os seguintes 18 jogadores: Matt Jones, Ventura, Abel Camará, Deyverson, Rodrigo Dantas, Miguel Rosa, Fredy, Fábio Sturgeon, Tiago Caeiro, Tiago Silva, João Afonso, Bruno China, João Meira, Gonçalo Brandão, Palmeira, Fábio Nunes, Pelé e Nélson.

Em nota de rodapé, de referir que o presidente da SAD, Rui Pedro Soares, e o diretor desportivo, José Luís, foram presença notada na bancada na tarde desde sábado, a assistir à goleada (5-0) dos juniores ao Beira-Mar de Almada.

sexta-feira, Outubro 24, 2014

«Acreditar que é possível vencer» - Lito Vidigal

Lito Vidigal (foto de arquivo) (foto D.R.)

- " Lito Vidigal fez, hoje, a antevisão do encontro de domingo frente ao Estoril, na Amoreira.

«É um clube organizado que tem vindo a crescer. Está há dois anos consecutivos na Liga Europa, temos de respeitar este adversário, mas acreditar que é possível vencer», referiu o técnico dos azuis, na conferência de imprensa que teve lugar no Restelo.

Relativamente à vantagem que os azuis poderão ter, devido ao fato do Estoril ter jogado na passada 5.ª feira para a Liga Europa, o técnico dos azuis desvaloriza. «Não me parece que possa ser uma vantagem. Têm um plantel vasto com jogadores que estão preparados para realizar três jogos por semana», disse.

Para além disso, uma das curiosidades deste embate, é que a última vitória do Belenenses na Amoreira data de outubro de 1977. No entanto, Lito Vidigal está confiante na sua equipa e no apoio da massa associativa. «É possível vencer em todos os jogos, queremos quebrar o enguiço. Contamos com a força dos nossos adeptos para o conseguir», concluiu.

O treinador dos azuis tem quase todo o plantel à disposição. A única exceção é o defesa esquerdo, Filipe Ferreira, que treinou condicionado durante toda a semana e não deverá estar em condições para o encontro frente ao Estoril.

Lito Vidigal desvaloriza cansaço do Estoril

 - " Está confiante para jogo de domingo
O treinador do Belenenses, Lito Vidigal, não acredita que a equipa seja beneficiada no encontro frente ao Estoril (domingo), pelo facto do adversário ter jogado para a Liga Europa na quinta-feira à noite.

"Não me parece que seja uma vantagem para nós, até porque o Estoril tem um plantel vasto e as equipas hoje em dia já se prepararam para fazer dois ou três jogos por semana", desvalorizou Vidigal em conferência de imprensa, mostrando-se confiante:

"O Estoril tem vindo a crescer, é um clube organizado, que está nas competições europeias há dois anos, que tem transferido jogadores para os grandes e se tem imposto. Temos de respeitar o adversário, mas primeiro temos de pensar em nós e acreditamos que podemos vencer."

"Trabalhamos sempre com essa mentalidade,  independentemente do adversário, e era bom que assim fosse, até porque vão estar muito belenenses na Amoreira. Já temos muitos contra nós e precisamos dos nossos adeptos e da força deles para fazer bem as coisas", acrescentou.

O técnico comentou ainda a questão das grandes penalidades assinaladas nos jogos da sua equipa, referindo: "Já sofremos cinco penáltis e não tivemos qualquer um a nosso favor, mas parece-me que se trataram de circunstâncias do próprio jogo. Não me parece premedidato que tenha sido premeditado."

Por fim, Vidigal revelou que Filipe Ferreira treinou de forma condicionada e que não sabe ainda se poderá utilizar o defesa no jogo diante do Estoril. "Será reavaliado amanhã", adiantou.

Carlos Martins é oficial

- " ASSINOU ONTEM CONTRATO ATÉ FINAL DA  ÉPOCA
Além de Palmeira, também Carlos Martins oficializou ontem a sua ligação ao Belenenses. O acordo entre as partes estava consumado há muito e o médio até já trabalha há três semanas com o plantel dos azuis, mas só durante a tarde de ontem foi colocado o preto no branco até ao final da presente temporada.

Recorde-se que Carlos Martins só não integrou o plantel do Belenenses durante o período de abertura do mercado pelo facto de não ter chegado a um acordo para rescindir com o Benfica, o seu anterior clube. A situação resolveu-se apenas em meados de setembro e o médio só poderá atuar pelos azuis a partir do mês de janeiro.

quinta-feira, Outubro 23, 2014

.Palmeira renova contrato por mais uma época


Mário Palmeira, defesa do Belenenses (foto AP)

O defesa central Palmeira renovou, esta quinta-feira, contrato com o Belenenses por mais uma época, ficando agora vinculado aos azuis do Restelo até 2017, anunciou a SAD do clube na sua página oficial.

O jogador, de 25 anos, tinha contrato até 2016, após ter sido contratado ao Tondela, da II Liga, no começo desta temporada.

Palmeira renova contrato

 - " Novo vínculo válido até 2017
O defesa-central Palmeira renovou contrato com o Belenenses até 2017.

O jogador, de 25 anos, chegou no início desta época ao Restelo, proveniente do Tondela, e tinha assinado por duas temporadas

«Este é um clube histórico» - Matt Jones


Gonçalo Brandão e Matt Jones na Loja Azul (foto ASF)
- " Numa ação vocacionada para os adeptos, o guarda-redes Matt Jones e o central Gonçalo Brandão estiveram presentes na Loja Azul para distribuir autógrafos e vender bilhetes, cachecóis e camisolas.

«Esta é uma forma de conviver com os sócios. É um clube histórico, que muita gente gosta e é sempre bom sentir o carinho dos adeptos», realçou Matt Jones, que está recuperado de uma lesão nas costas e, por isso, pode defrontar o Estoril.

Gonçalo Brandão espera dificuldades na deslocação à Amoreira, mas acredita que o Belenenses pode vencer: «O Estoril é uma equipa que se está a tentar encontrar, depois de ter feito grandes campeonatos nas duas últimas épocas. Tem jogadores rápidos na frente, mas temos trabalho bem e podemos fazer um bom resultado.»

Gonçalo Brandão: «Na última época houve muita gente»

 - " Central lembrou última visita ao Estoril
Foi uma imagem que ficou. A excelente réplica que os adeptos do Belenenses deram na época passada na Amoreira, no jogo entre o Estoril e os azuis, não foi esquecida por Gonçalo Brandão, que, numa ação que juntou o central e o guarda-redes Matt Jones numa sessão de autógrafos na Loja Azul, pediu repetição no domingo.

"Foi numa altura complicada para nós e os adeptos disseram presente. Na última época houve muita gente e espero agora uma imagem semelhante", referiu o defesa, que reforçou a "boa temporada" realizada até ao momento pela equipa.

Matt Jones espera semelhante aparição nas bancadas do Estoril no domingo e aproveitou para revelar que a lesão nas costas está totalmente ultrapassada.

quarta-feira, Outubro 22, 2014

Lito mentalizou jogadores para o Estoril

Lito Vidigal dissecou com o plantel o jogo da Taça, a pensar no difícil compromisso de domingo, no Estoril (foto ASF)
- " O treinador do Belenenses, Lito Vidigal, ministrou uma palestra de cerca de uma hora ao plantel do clube da cruz de Cristo no regresso aos treinos após o tangencial e sofrido triunfo (2-1) sobre a Oliveirense, para a Taça de Portugal, e já a preparar a visita ao Estoril, domingo.

O treinador tem ainda Filipe Ferreira e Matt Jones, a braços com problemas clínicos, em dúvida para o jogo do próximo domingo, na Amoreira (16 horas), relativo à oitava jornada da Liga, mas a exibição do jogo da Taça, diante da formação do Campeonato Nacional de Seniores (dois escalões abaixo) motivou a conversa com o grupo, escreve A BOLA na sua edição desta quarta-feira.