segunda-feira, fevereiro 08, 2016

Miguel Rosa operacional para jogo com Moreirense

Miguel Rosa operacional para jogo com Moreirense
- " Saiu tocado durante o encontro com o Benfica
Miguel Rosa, extremo do Belenenses, vai estar apto para a deslocação ao terreno do Moreirense, no próximo sábado, para a 22ª jornada da Liga NOS. O jogador saiu tocado durante o encontro com o Benfica, ao minuto 64, depois de ter sido pisado no pé esquerdo, mas esse traumatismo não o impedirá de alinhar na próxima ronda.
O jogador vai ser reavaliado amanhã, quando o plantel regressar ao trabalho, pelo departamento médico mas, segundo apurámos junto de fonte próxima do jogador, não foi nada grave e vai poder jogar contra o Moreirense.
A disponibilidade de Miguel Rosa é uma boa notícia para Julio Velázquez, pois o técnico já será obrigado uma alteração forçada na próxima ronda. Como Rúben Pinto completou uma série de cartões amarelos, vai cumprir castigo, abrindo assim uma vaga. Curiosamente, o médio até jogou fora da sua posição, por isso, o substituto deve ser um central de raiz. Tonel, Gonçalo Silva e Rafael Amorim são os candidatos naturais para alinhar ao lado do capitão Gonçalo Brandão.
Noutro âmbito, o guarda-redes Matt Jones, que na primeira metade da época esteve cedido ao Tondela, assinou pelo Philadelphia Union, da MLS.

A 'filha' de Melia


- " Artigo de opinião de António Carraça (3º jogador em cima, ao lado do saudoso Zé António)
Um dos clubes onde mais gostei de jogar foi o Belenenses. O clube das Salésias, da Cruz de Cristo, das Torres de Belém, de José Pereira, de Matateu, de Vicente, de Riera, de Scopelli e muitos outros, que marcaram a sua história. Guardo com prazer, o convívio com o ‘mister’ adjunto e homem de grande carácter e singular humildade, Vicente Lucas. Um ‘azul’ da cabeça aos pés.

A minha passagem pelo Belenenses, em 1983/84, marcou a minha vida profissional e pessoal. Fomos campeões da 2.ª Divisão e nasceu a minha segunda filha, Jordana. Um ano de felicidade.

Tínhamos uma equipa repleta de estrelas. O capitão e particular amigo Zé António. Já tínhamos estado juntos nas Seleções nacionais de juniores e esperanças. O concentradíssimo central Paulo Meneses, ex-Sporting. Dudu, o pontapé canhão e comedor feroz de hamburgueres. O Chico Vital, goleador e companheiro de sauna vindo do FC Porto e Benfica. O ‘Balholhas’ Joel, o ‘expresso da Amora’ e brincalhão de serviço. O Jaiminho, o puto dos dribles que chegou a internacional. Uma equipa construída pelo ‘gentleman’ Fernando Mendes.

Fernando Mendes seria substituído pelo técnico britânico Jimmy Melia e que me levaria de novo a trabalhar com ele no Farense. Foi sempre um prazer trabalhar consigo Senhor Fernando!

Trazer Melia para o Belenenses na 2.ª Divisão foi uma decisão de risco, de audácia e mas também visionária. Melia tinha levado o Brighton à final da Taça de Inglaterra, na época anterior. A sua postura irreverente, comunicativa (num inglês de Liverpool bem audível) e exuberante chamou a atenção.

Na primeira folga que Melia nos deu, fui com o meu amigo Zé António beber um copo ao Van Gogo a Cascais. Entrámos e demos de caras com o nosso novo treinador no bar.

Assim que nos viu, excessivamente esfuziante diante da sua caneca de cerveja, chamou-nos para junto dele.
– Ei ‘kids’, venham para aqui. Como estão? Grande vitória hoje!
Anuímos, com algum receio.
– O que bebem? É por minha conta.
– Um whisky para mim mister! Respondeu de pronto o Zé.
– Eu quero uma Coca-Cola.
– Coca-Cola ‘Caraça’? Já não jogas domingo. Venham dois whiskys, please!
Nisto, chega perto de nós, uma jovem loura de olhos azuis. Beijou Jimmy Melia e disse no ‘mesmo’ inglês:
– Hi daddy (olá paizinho)!
– Hi my baby (olá meu bébé)! Cumprimenta os meus miúdos, Valerie. Bonita, não é rapazes?
– É mister. A sua filha é muito bonita. E muito novinha ainda.
– Filha? (seguiram-se impropérios que não reproduzo) A Valerie é a minha namorada!
Melia ficou vermelho, nunca soubemos se de raiva ou vergonha, e saiu dali para fora. Olhámos um para o outro, pagámos as bebidas e saímos também. Mas para casa.
No treino seguinte, levámos um ‘tratamento’ de multisaltos, corrida, corrida e mais corrida. Foram mais de duas horas.
Ainda hoje nos questionamos – eu aqui na terra e o Zé na companhia das estrelas no céu – se fomos nós os causadores daquele treino que nos partiu a todos. Mas aprendemos! Van Gogo, depois do jogo... nunca mais!

domingo, fevereiro 07, 2016

Miguel Rosa vai ser reavaliado

Miguel Rosa
Substituído na partida com o Benfica, Miguel Rosa está a contas com um traumatismo no pé esquerdo. Segundo pode ler em A BOLA, o jogador será reavaliado no regresso ao trabalho, marcado apenas para a próxima terça-feira.

sábado, fevereiro 06, 2016

Julio Velázquez: «Atualmente sai tudo bem ao Benfica»

Julio Velázquez: «Atualmente sai tudo bem ao Benfica»
- " Diz-se orgulhoso da sua equipa
Julio Velázquez, treinador do Belenenses, admitiu que a vitória do Benfica no Restelo foi justa, embora garanta estar muito orgulhoso dos seus jogadores.

"Foi um jogo entre duas equipas que queriam ganhar, mas o Benfica foi um justo vencedor. Estou orgulhoso dos meus jogadores. Pode-se perder de muitas maneiras, mas quando somos fieis ao que temos vindo a fazer acabamos o jogo de cabeça levantada. Se tiver de perder, prefiro perder assim.  Tentámos, mas ao Benfica, atualmente, sai-lhe tudo bem", confessou após o encontro.

O técnico elogiou ainda Abel Aguillar mas garante que ele ainda vai melhorar. "Aguilar é um grande jogador, que vinha sem competir, numa situação complexa, sabemos que não está a 100 por cento, precisa de minutos para entrar na dinâmica da equipa."

sexta-feira, fevereiro 05, 2016

Gonçalo Brandão "Pedimos desculpa a adeptos fantásticos"

- " Gonçalo Brandão, central do Belenenses, defendeu que o golo sofrido perto do intervalo "alterou a estratégia".
Gonçalo Brandão, central do Belenenses, fez esta análise, da derrota pesada, em casa, diante do Benfica.

"Se tivéssemos ido para o intervalo com o 0-0 a estratégia teria sido outra. Arriscámos na segunda parte, não correu bem, criámos algumas oportunidades, mas estamos tristes. Temos que pedir desculpa a estes adeptos fantásticos que nos vieram apoiar, gostava de ver o Restelo sempre assim. Com esta filosofia e esta forma de jogar vamos conseguir mais vitórias do que derrotas".

Jogar "olhos nos olhos", como prometeu o treinador.

"Contra uma equipa como o Benfica o risco é maior em sofrer golos. É esta a nossa filosofia, seja com o Benfica ou com o Leixões. O Júlio César fez três grandes defesas e o resultado podia ter sido diferente. Este resultado não vai ter peso nenhum. Quando ganhamos não deixamos de trabalhar, quando perdemos também não está tudo mal, vamos rever os erros para corrigir na próxima semana".

Julio Velázquez: "Estou cada vez mais orgulhoso"


- " Júlio Velázquez, treinador do Belenenses, defendeu que quando se enfrenta equipas "como o Benfica, FC Porto ou Sporting o normal é perder"

"Parabéns ao Benfica, ganhou de forma merecida. Estou cada vez mais orgulhoso dos meus jogadores. Foram fiéis às nossas ideias e não baixaram a cabeça em nenhum momento. Até ao 3-0 estivemos sempre dentro do jogo. Queríamos ganhar, mas foi uma vitória justa do Benfica. Há que levantar a cabeça e pensar já no próximo jogo, com o Moreirense".

Opção de Rúben Pinto a central, com Gonçalo Silva no banco.

"Queríamos que a bola saísse limpa desde a defesa, por isso também coloquei o Fábio Nunes na lateral para ter mais profundidade. O Rúben teve uma boa atitude e só foi substituído porque tinha amarelo. É um bom jogador e sabe adaptar-se a várias posições".

Diferença para os grandes

"A equipa está a crescer. É normal perder contra os grandes mas se tivermos que perder que seja a olhar para a baliza do adversário. O Benfica está uma grande equipa, com uma dinâmica sensacional, quando se enfrenta Benfica, FC Porto ou Sporting o normal é perder".

«Para perder, que seja a olhar para a baliza do rival» - Julio Velázquez

Julio Velázquez, treinador do Belenenses
- " Apesar da goleada sofrida diante do Benfica (0-5), Julio Velázquez só teve elogios para os seus jogadores, destacando a justiça da vitória encarnada.

«Parabéns ao Benfica, ganhou merecidamente. Mas estou cada vez mais orgulhoso dos meus jogadores, porque foram fiéis às nossas ideias e não baixaram a cabeça em nenhum momento. Até ao 0-3 estivemos sempre dentro do jogo. Queríamos ganhar, mas foi uma vitória justa do Benfica», disse o técnico espanhol, explicando a opção de colocar Rúben Pinto (médio de raíz) no eixo defensivo:

«Queríamos que a bola saísse ‘limpa’ desde a defesa, por isso também coloquei o Fábio Nunes na lateral para ter mais profundidade. O Rúben teve boa atitude e só o substitui porque tinha amarelo. É um bom miúdo e sabe adaptar-se a várias posições.»

Por fim, Julio Velázquez não deixou de reforçar a preferência pelo futebol atacante. «A equipa está a crescer. É normal perder contra os grandes mas, se tivermos que perder, que seja a olhar para a baliza do rival», concluiu.

Gonçalo Brandão: «Se tivéssemos ido para intervalo empatados...»

Gonçalo Brandão: «Se tivéssemos ido para intervalo empatados...»
- " Defesa admite que golo sofrido aos 41' mudou o jogo
Titular no centro da defesa do Belenenses, numa derrota por 5-0 diante do Benfica, Gonçalo Brandão lamentou o desaire sofrido, especialmente pelo facto de a equipa do Restelo ter sofrido um golo perto do intervalo - por Mitroglou -, que segundo o defesa acabou por comprometer todo o plano que estava traçado.

"Se tivéssemos ido para intervalo empatados, a estratégia para a segunda parte teria sido outra. Com 1-0 tentámos arriscar mais na segunda parte e mudámos o sistema de jogo. Tentámos arriscar, mas não correu bem. Temos de pedir desculpa aos adeptos fantásticos que nos vieram apoiar. Gostava de ver o Restelo sempre assim. Vínhamos de resultados positivos e este jogo não correu bem mas, com esta filosofia e com esta maneira de jogar, sabemos que vamos ter mais vitórias do que derrotas", começou por dizer, à SportTV.

"Estávamos a jogar em casa. Claro que, contra o Benfica, os riscos de sofrer golos são maiores, mas esta é a nossa filosofia desde o primeiro dia, seja contra o Benfica ou contra o Leixões. Também conseguimos criar oportunidades, o Júlio César fez duas ou três grandes defesas. O resultado não teria sido assim tão dilatado… Temos de continuar a trabalhar e fazer o que o míster pede, porque vamos ter mais vitórias do que derrotas", frisou.

Agora, já com o próximo encontro (diante do Moreirense, no próximo sábado) na mira, o defesa quer voltar aos triunfos: "Quando ganhamos não deixamos de trabalhar e quando perdemos também não está tudo mal. Vamos ver os erros que cometemos e trabalhar esta semana já a pensar no próximo jogo. Queremos trazer os três pontos para casa", concluiu.

«Só posso pedir desculpa aos adeptos» - Gonçalo Brandão

Gonçalo Brandão, capitão do Belenenses
- " No final da goleada sofrida frente ao Benfica (0-5), Gonçalo Brandão lamentou o facto de o Belenenses não ter conseguido aguentar o nulo até ao intervalo.

«O golo no final da primeira parte condicionou-nos. Tentamos arriscar um pouco mais, mas não correu bem. Criámos algumas oportunidades, mas estamos tristes. Só posso pedir desculpa a estes adeptos fantásticos», revelou o capitão azul, que defendeu a estratégia implementada pelo treinador Julio Velázquez:

«Estávamos a jogar em casa. Claro que, contra o Benfica, os riscos são maiores, mas é a nossa filosofia de jogo. Vamos continuar a trabalhar e com certeza que teremos mais vitórias do que derrotas.»

Por outro lado, Gonçalo Brandão referiu que o resultado não vai interferir no futuro dos azuis do Restelo. «Não vai ter peso nenhum. Quando ganhamos não deixamos de trabalhar e quando perdemos não está tudo mal. Vamos rever os erros e pensar já em conquistar a vitória no próximo jogo», concluiu.

Belenenses-Benfica, 0-5 (resultado final)

Belenenses-Benfica, 0-5 (resultado final)
- " O Benfica goleou esta sexta-feira o Belenenses por 5-0, em jogo da 21ª jornada da Liga, e volta à liderança à condição, com mais um ponto do que o Sporting.
Mitroglou marcou três golos (41, 58 e 76) e Jonas mais dois (53 e 88), com o brasileiro a igualar Higuaín na corrida à Bota de Ouro.
É a 11ª vitória consecutiva dos encarnados em todas as competições.

«Ganhar ao Benfica não pode ser encarado como uma surpresa» - Presidente dos azuis

Patrick Morais de Carvalho
- " O  presidente do Belenenses, Patrick Morais de Carvalho, está confiante que esta noite vai matar o borrego e voltar a vencer o Benfica no Estádio do Restelo.

«Se analisarmos o histórico sabemos que o Belenenses já foi capaz de ganhar não duas, nem três, mas 30 vezes frente ao Benfica. O Belenenses ganhar ao Benfica não pode ser encarado como uma surpresa».

«Última vitória do Belenenses foi em 2007? O meu desejo para esta noite é matar esse borrego».

«O Belenenses está a praticar bom futebol, joga em todos os campos com vontade de vencer. Este jovem treinador trouxe uma lufada de ar fresco (referindo-se a Julio Velázquez)».

«Estão todas as condições reunidas para que seja um grande espectáculo, e uma enorme festa do futebol com muitos golos», finalizou o presidente dos azuis em declarações à TSF.

quinta-feira, fevereiro 04, 2016

Universidade Lusófona debate o futuro do futebol de formação

Universidade Lusófona debate o futuro do futebol de formação

- " Conferências decorrem esta quinta-feira
A expansão do futebol de formação esteve em foco na Universidade Lusófona de Lisboa, onde decorrem, esta quinta-feira, as "Conferências de Gestão, Marketing e Performance no Desporto".

As sessões foram inauguradas por João Guerra, fundador e CEO da "Dream Football", uma plataforma digital – e gratuita - de scouting global, que conta com Figo como co-fundador e Luiz Felipe Scolari como coordenador técnico.

O objetivo passa por proporcionar oportunidades e situações de igualdade para todos os jovens jogadores do mundo, que podem fazer o upload de vídeos no site (www.dreamfootball.com) onde exibem as suas capacidades futebolísticas. Semanalmente, os 10 vídeos com mais visualizações são avaliados pela equipa técnica da Dream Football e posteriormente, graças às parcerias existentes (Sporting, Chelsea, Real Madrid, Fluminense, 1º de Agosto, entre outros), os jovens jogadores poderão fazer estágios e estar um passo mais perto de se tornarem profissionais. Um dos exemplos dados pelo orador foi Matias Lui, atual jogador do Inter Milão e internacional sub-17 do Brasil, que obteve visibilidade no futebol graças ao projeto.

Um dos próximos passos da empresa será o desenvolvimento de uma aplicação para telemóvel, que permita a captura e edição de vídeos de uma forma mais imediata.

O crescimento do Belenenses

Ao nível nacional, João Raimundo, segundo orador e coordenador da formação do Belenenses, apresentou o atual projeto do clube do Restelo, assente num crescimento sustentado dos jovens jogadores.

Entre a época 2011/2012 e a atual temporada, os azuis restruturaram a formação e impulsionaram a Escola de Futebol Belenenses. De um "Belenenses pouco competitivo e com ausência de relações entre o futebol profissional e de formação", a estrutura dos azuis melhorou as infraestruturas – como a recente melhoria do campo das Salésias, que Record noticiou -, expandiu as suas escolas de formação na região de Lisboa e inseriu todas as equipas nos campeonatos da Associação de Futebol de Lisboa.

"Os resultados estão à vista, com a passagem inédita dos sub-15, sub-17 e sub-19 à 2.ª fase dos respetivos campeonatos e a apresentação de candidatura para certificação como Academia UEFA", sublinhou João Raimundo.

Velázquez: «'Autocarro' frente ao Benfica? Prefiro ser fiel às minhas ideias»

Velázquez: «'Autocarro' frente ao Benfica? Prefiro ser fiel às minhas ideias»
- " Treinador promete lutar pela vitória na sexta-feira
O treinador do Belenenses, Julio Velázquez, assegurou esta quinta-feira que não colocará o "autocarro" à frente da baliza amanhã na receção ao Benfica (20H30), "uma boa equipa, dificílima", à qual quer ganhar, sem alterar a filosofia que pretende implementar no Restelo.

"A nossa ideia de jogo mantém-se. Todos os adversário merecem o mesmo respeito. A partir de daí, o sistema depende de cada jogo, mas vamos tentar ganhar independentemente da posição do adversáro", sustentou o técnico espanhol, frisando: "'Autocarro'? Prefiro ser atrativo, fiel às minhas ideias e agradar ao público."

"O Benfica é uma boa equipa, com boa capacidade individual, muito dinâmica, com muita velocidade e muitas variantes. Dificílima. Mas vamos desfrutar. O Benfica tem a obrigação de ganhar, mas nós nada temos a perder e sim tudo a ganhar. Vamos tentar jogar no meio campo do adversario e tentar ganhar. Também estamos num bom momento e vamos jogar com toda a vontade", acrescentou.


"Numa equipa com o potencial e soluções do Benfica isso não é algo vital. Não desvirtua o valor da equipa", avaliou Julio Velázquez, desvalorizando as possíveis baixas de Luisão e Lisandro López no Benfica. Todavia, apesar da riqueza do plantel do adversário, o treinador Belenenses "não tirava nenhum" jogador de lá.

Por fim, sobre a utililização do internacional colombiano Abel Aguilar diante dos encarnados, o técnico espanhol referiu apenas: "Será convocado, veremos depois se joga de início."

«A nossa identidade não vai mudar por o adversário ser o Benfica» - Julio Velázquez

Julio Velázquez
- " O  Belenenses recebe esta sexta-feira o Benfica, no Estádio do Restelo, em jogo da 21.ª jornada da Liga. Julio Velázquez, treinador dos azuis, reconhece o bom momento de forma do adversário, mas acredita que a sua equipa pode conseguir um bom resultado frente ao rival.

«Todos os adversários merecem o nosso respeito. O Benfica é uma grande equipa e com boa capacidade a nível individual. Estão a fazer as coisas bem e a jogar a um nível exibicional altíssimo. São muito dinâmicos», assumiu Velázquez, em conferência de Imprensa.

«É uma equipa que tem um bom ataque e com várias alternativas. Mas se nos concentrarmos apenas nas qualidades do rival e em defender, no final o normal é sofrermos cinco golos. Confio nos meus jogadores, estou muito orgulhoso e estou convencido de que a equipa vai dar a cara», completou.

Apesar do adversário ser o bicampeão nacional, Velázquez garante que a sua equipa não vai alterar a sua identidade nem vai colocar o ‘autocarro’ para tentar travar o «poder ofensivo» da equipa encarnada.

«A nossa ideia de jogo será sempre a mesma. Vamos tentar protagonizar o encontro dentro das nossas possibilidades. O Benfica tem a obrigação de ganhar. Nós vamos desfrutar pois não temos nada a perder, mas sim tudo a ganhar. Sabemos as dificuldades, mas vamos manter a nossa ideia de jogo e a ilusão de conseguir um bom resultado», afiançou.

«Autocarro? Não. Nem contra o Benfica nem contra ninguém. Para isso prefiro não treinar. Prefiro jogos atrativos para que os adeptos desfrutem. Umas vezes ganhas, outras perdes, mas trata-se de sermos fieis às nossas ideias e ao nosso plano de jogo. Seja o Benfica, o Manchester United ou o último classificado da Liga. A ideia será sempre a mesma. Em busca da vitória», terminou.

Julio Velázquez "Benfica está no pico do estado anímico e emocional"


- " Treinador dos azuis garante que não vai meter autocarro contra o Benfica, esta sexta-feira às 20h30 no Estádio do Restelo.

Julio Velázquez, treinador do Belenenses, elogiou as capacidades do Benfica, considerando que o adversário de amanhã não podia estar a jogar melhor do que tem acontecido nos últimos jogos.

"O Benfica é uma grande equipa, com boas capacidades individuais e coletivas. Está no pico do estado anímico e emocional, são dinâmicos, rápidos nas transições, bem fisicamente, e têm obrigação de ganhar. Nós não temos nada a perder, vamos desfrutar do espetáculo e lutar pelos três pontos", afirmou o treinador em conferência de imprensa, esta quinta-feira no Estádio do Restelo.

"Não há autocarros nem contra o Manchester United nem contra outra qualquer equipa e por isso não vamos meter nenhum autocarro contra o Benfica", acrescentou.

Pugh também é hipótese

Pugh também é hipótese

Avançado pensado para sábado
Pugh também é hipótese

- " Avançado pensado para sábado (NDR: Sexta - feira)
O argentino Lucas Pugh também espreita a estreia e, a avaliar pelo treino de ontem, admite-se que o dianteiro possa atuar alguns minutos no sábado, já que cumpriu sem problemas todos os exercícios que lhe foram pedidos. Velázquez tem todo o plantel disponível, podendo apresentar-se na máxima força.

Kia renova

Entretanto, a Kia renovou, ontem, em cerimónia realizada no Restelo, o contrato de patrocínio com a equipa de futebol, que é extensivo ao râguebi por mais duas temporadas. Na ocasião, Rui Pedro Soares, presidente da SAD, e Miguel Freudenthal, líder da secção de râguebi, mostraram-se satisfeitos com a formalização do novo vínculo que, no caso do râguebi, "permite continuar o projeto da edificação do novo campo e investir mais ativamente no potencial humano".

quarta-feira, fevereiro 03, 2016

Aguilar: "É um clube com muita história"

- " Capitão da seleção da Colômbia diz que se aconselhou com James, Falcao e Guarín
O internacional colombiano Abel Aguilar mostrou-se esta quarta-feira "muito feliz" com a mudança para o Belenenses e garantiu estar em condições e com vontade de defrontar o Benfica, na partida da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.
O médio, de 31 anos, que foi o último reforço assegurado pelos 'azuis' em janeiro, revelou ter-se informado sobre o Belenenses junto de alguns compatriotas que jogaram em Portugal, nomeadamente James Rodríguez, Falcao, Guarín, que já representaram o FC Porto, e Téo Gutiérrez, atualmente ao serviço do Sporting.
"Disseram-me que é um clube com muita história e que foi um dos cinco clubes que ganhou o campeonato português. O clube contatou-me e as coisas aconteceram rapidamente. É um clube com muita história", afirmou o ex-jogador do Toulouse, durante a sua apresentação.
Aguilar, que assinou contrato até final da época, revelou estar "muito feliz" pela decisão tomada, sobretudo porque "o clube e a equipa técnica fizeram tudo" para o contratar, e recusou a ideia de ter vindo para Portugal apenas para relançar a carreira e sair no final da temporada.
"Penso no presente e neste clube. Quero fazer o melhor possível para ajudar o clube. O que tiver de acontecer, acontecerá, mas não penso nisso. Penso apenas ir passo a passo", adiantou o novo número 26 dos 'azuis'.
Apesar de não jogar oficialmente desde maio do ano passado, na sequência de uma lesão no tornozelo e de alguns problemas com a direção do Toulouse, o internacional colombiano colocou-se à disposição do técnico Julio Velázquez para o jogo de sexta-feira, com o Benfica.
"Estava a trabalhar normalmente no Toulouse, apesar de não jogar. Estou disponível, se o treinador assim o entender. Tenho muita vontade de jogar e de ajudar os meus companheiros. É um grande jogo e quero estar à disposição", salientou.
De resto, o médio, que contabiliza 57 internacionalizações pela seleção da Colômbia, realçou o poderio dos 'encarnados', embora referindo que o Belenenses "não pode ter medo" e que tem condições de jogar "de igual para igual".
"O Benfica tem jogadores que desequilibram, como o Pizzi, com quem joguei no Deportivo da Corunha, em Espanha. É uma equipa que joga muito bem, mas podemos ganhar", antecipou o médio, que se considera "um jogador técnico, com bom posicionamento e que, acima de tudo, gosta de trabalhar para a equipa e dar-lhe equilíbrio".

Aguilar: «Este é um clube com muita história»

Aguilar: «Este é um clube com muita história»

- " Colombiano feliz pela nova etapa
O internacional colombiano Abel Aguilar mostrou-se esta quarta-feira "muito feliz" com a mudança para o Belenenses e garantiu estar em condições e com vontade de defrontar o Benfica, na partida da 21.ª jornada da I Liga.

O médio, de 31 anos, que foi o último reforço assegurado pelos azuis em janeirono, revelou ter-se informado sobre o Belenenses junto de alguns compatriotas que jogaram em Portugal, nomeadamente James Rodríguez, Falcão, Guarín, que já representaram o FC Porto, e Téo Gutiérrez, atualmente ao serviço do Sporting.

"Disseram-me que é um clube com muita história e que foi um dos cinco clubes que ganhou o campeonato português. O clube contactou-me e as coisas aconteceram rapidamente. É um clube com muita história", afirmou o ex-jogador do Toulouse, durante a sua apresentação.

Aguilar, que assinou contrato até final da época, revelou estar "muito feliz" pela decisão tomada, sobretudo porque "o clube e a equipa técnica fizeram tudo" para o contratar, e recusou a ideia de ter vindo para Portugal apenas para relançar a carreira e sair no final da temporada.

"Penso no presente e neste clube. Quero fazer o melhor possível para ajudar o clube. O que tiver de acontecer, acontecerá, mas não penso nisso. Penso apenas ir passo a passo", adiantou o novo número 26 dos azuis.

Apesar de não jogar oficialmente desde maio do ano passado, na sequência de uma lesão no tornozelo e de alguns problemas com a direção do Toulouse, o internacional colombiano colocou-se à disposição do técnico Julio Velázquez para o jogo de sexta-feira, com o Benfica.

"Estava a trabalhar normalmente no Toulouse, apesar de não jogar. Estou disponível, se o treinador assim o entender. Tenho muita vontade de jogar e de ajudar os meus companheiros. É um grande jogo e quero estar à disposição", salientou.

De resto, o médio, que contabiliza 57 internacionalizações pela seleção da Colômbia, realçou o poderio dos encarnados, embora referindo que o Belenenses "não pode ter medo" e que tem condições de jogar "de igual para igual".

"O Benfica tem jogadores que desequilibram, como o Pizzi, com quem joguei no Deportivo da Corunha, em Espanha. É uma equipa que joga muito bem, mas podemos ganhar", antecipou o médio, que se considera "um jogador técnico, com bom posicionamento e que, acima de tudo, gosta de trabalhar para a equipa e dar-lhe equilíbrio".

«James e Falcao falaram-me muito bem deste clube» - Abel Aguilar

Abel Aguilar esteve no Mundial do Brasil, ao serviço da seleção colombiana (fotografia de arquivo)
- " Abel Aguilar cumpriu esta quarta-feira o primeiro treino com a camisola do Belenenses. O último reforço dos azuis, que chegou ao Restelo a custo zero após rescindir contrato com o Toulouse, revela que teve boas indicação de Portugal e do emblema da Cruz de Cristo.

«O clube contactou-me e vi que era uma opção bastante viável para mim e as coisas aconteceram muito rapidamente. Quando houve o contacto pareceu-me muito interessante pela história do clube, por tudo o que fez a nível de futebol em Portugal», afirmou o novo camisola 26, em conferência de Imprensa.

«Falei com alguns compatriotas que jogaram no FC Porto e no Sporting, como James, Falcao, Guarín e Teo Gutierrez, e disseram-me que o Belenenses é um clube com muita história e isso foi muito importante», sustentou.

Ainda com poucos dias de ‘casa’, Aguilar assinala que o Belenenses é um clube muito familiar:

«É um clube que trabalha muito bem. A primeira impressão foi essa. Com muita vontade, com gente muito amável. Um clube muito familiar e isso é muito bom para que a minha adaptação seja mais fácil. O grupo também é bastante agradável e o facto do corpo técnico falar espanhol também me facilita.»

O próximo compromisso dos azuis do Restelo é já na sexta-feira, marcado pela receção ao bicampeão Benfica. O médio reconhece a qualidade do adversário, mas acredita que o Belenenses tem capacidade para discutir o resultado com o adversário.

«É um clube forte e com grande potencial. Temos de ir sem medo. É importante que exista um equilíbrio entre a defesa e o ataque. Penso que isso é muito importante frente a equipas desta dimensão. Acredito que podemos ganhar. Aqui há bons jogadores e podemos disputar o encontro de igual para igual», admitiu o internacional colombiano.

Belenenses contratou internacional colombiano por Whatsapp

Belenenses contratou internacional colombiano por Whatsapp
- " Abel Aguilar chegou ao Restelo via rede social
Abel Aguilar foi uma das contratações surpresa do mercado de inverno português. O médio que trocou o Toulouse pelo Belenenses chegou ao Restelo com uma responsabilidade acrescida, depois de já ter sido capitão da seleção colombiana, mas veio também de uma forma peculiar.
Segundo o presidente da SAD dos azuis, Rui Pedro Soares, o negócio do jogador foi todo feito através da rede social «whatsapp». Tudo porque o empresário de Aguilar estava em Londres, e foi necessário recorrer à aplicação para o telemóvel para conseguir processar o negócio.
«O Júlio [Velázquez] conhecia Aguilar dos tempos em que ele jogava em Espanha e até têm amigos em comum, por isso o mérito é todo do nosso treinador, que fez um excelente trabalho. O empresário do jogador estava em Londres e as negociações foram todas feitas através de mensagens de Whatsapp. Nós dissemos o que podíamos oferecer e eles aceitaram de imediato», revelou o dirigente, em entrevista ao Diário de Notícias, esta quarta-feira.
Rui Pedro Soares disse também ter ficado surpreendido com o desfecho do negócio, admitindo já ter sido questionado por outros clubes acerca da transferência do médio colombiano.
«Outros clubes com maior poderio financeiro do que nós ficaram surpreendidos e perguntaram-me como foi possível, porque se soubessem também tinham tentado contratá-lo», indicou.

Toda a história das contratações surpresa de Postiga e Abel Aguilar

Hélder Postiga, de 33 anos, deixou a Índia e regressa a Portugal para jogar no Rio Ave

Hélder Postiga e Abel Aguilar foram as grandes surpresas do fecho do mercado de transferências. O internacional português foi contratado pelo Rio Ave, enquanto o capitão da seleção da Colômbia foi recrutado pelo Belenenses.
A chegada de Abel Aguilar ao Restelo foi surpreendente, até pela forma como o processo se desenvolveu. Tudo começou no sábado quando o treinador dos azuis, o espanhol Júlio Velázquez, falou sobre esta possibilidade a Rui Pedro Soares, presidente da SAD. "Desde o início achei que seria difícil", revelou ao DN o líder dos azuis, que não esconde a felicidade de tão importante contratação: "Falei com um sócio hoje que me disse que desde o Mladenov que não tínhamos um jogador com tanto peso."

Rui Pedro Soares faz questão de atribuir o mérito da contratação do médio, de 31 anos, ao treinador. "O Júlio conhecia Aguilar dos tempos em que ele jogava em Espanha e até têm amigos em comum, por isso o mérito é todo do nosso treinador, que fez um excelente trabalho", adiantou, revelando depois que as negociações foram "bastante fáceis" e até foram originais. "O empresário do jogador estava em Londres e as negociações foram todas feitas através de mensagens de Whatsapp [aplicação de telemóvel]. Nós dissemos o que podíamos oferecer e eles aceitaram de imediato", revelou o presidente da SAD dos azuis, admitindo que "foi determinante a influência do treinador e o facto de o Abel Aguilar gostar muito de Lisboa".
A surpresa desta contratação foi tão grande que Rui Pedro Soares até deu explicações à concorrência. "Outros clubes com maior poderio financeiro do que nós ficaram surpreendidos e perguntaram-me como foi possível, porque se soubessem também tinham tentado contratá-lo", revelou. Abel Aguilar chega ao Restelo a custo zero, após rescindir com o Toulouse, tendo assinado até final da época. O Belenenses conta agora com um jogador que tem mais seguidores no Twitter do que Benfica, Sporting e FC Porto juntos.

Rafael Floro e Jackson Souza vão ser cedidos

Rafael Floro deverá ser cedido a uma equipa do Campeonato de Portugal (Foto: Gil Peres/ASF)
- " A BOLA noticia esta quarta-feira que, apesar de o mercado de transferências já ter fechado, os jogadores Rafael Floro e Jackson Souza ainda serão cedidos.

O lateral-esquerdo deverá ser emprestado a uma equipa do Campeonato de Portugal, enquanto o avançado brasileiro, que esteve cedido ao Olhanense mas não jogou, deve ser igualmente cedido a um clube do Campeonato de Portugal.

Diogo Salomão: «Aguilar será reforço dentro e fora de campo»

Diogo Salomão: «Aguilar será reforço dentro e fora de campo»
- " Português conhece bem o reforço colombiano
A contratação de Abel Aguilar no último dia do mercado de inverno foi a grande surpresa no Belenenses. Aos 31 anos, o capitão da seleção da Colômbia chega ao Restelo proveniente do Toulouse para "acrescentar qualidade e experiência" ao grupo liderado por Julio Velázquez. Esta é a convicção de Diogo Salomão, jogador do Maiorca, que partilhou o balneário com o médio, no Deportivo da Corunha, na temporada 2012/13.

"Para além das qualidades técnicas, a sua personalidade e experiência fazem dele um elemento importante no grupo. Tem espírito de liderança e tenho a certeza de que será um grande reforço dentro e fora de campo", referiu o extremo, de 27 anos, a Record, destacando alguns atributos técnicos do colombiano: "É um jogador que fisicamente impõe respeito no meio-campo. É bom tecnicamente, muito forte na tomada de decisões, raramente falha um passe e sabe sair a jogar com critério. É bastante forte no jogo aéreo e no Deportivo era ele que resolvia grande parte dos nossos problemas nesse tipo de lances. Além disso, é polivalente. A ‘6’ ou a ‘8’, demonstrava sempre a mesma eficácia."

Obras nas Salésias decorrem a bom ritmo

Campo das Salésias (fotografia retirada do facebook do Belenenses)
- " O  projeto de requalificação do Campo das Salésias, o primeiro campo de futebol em Portugal, que tinha sido expropriado ao Belenenses em 1956, é uma das bandeiras do mandato do presidente do clube Patrick Morais de Carvalho. Um mês depois de afirmar ao nosso jornal que as obras estariam concluídas no primeiro trimestre de 2016, o Belenenses publicou imagens nas redes sociais onde é possível ver que a requalificação decorre a bom ritmo.

«A requalificação das Salésias era uma velha aspiração de todos os belenenses, por todo o peso histórico deste campo. Parecia uma missão impossível, mas, contra tudo e todos, é agora uma realidade», dissera Patrick a A BOLA, a 22 de dezembro de 2015, apontando o primeiro trimestre de 2016 como data para a conclusão das obras, cenário que é cada vez mais uma certeza.

Na fotografia publicada no facebook do clube da Cruz de Cristo, é possível ver que o recinto que irá servir para jogos/treinos das camadas jovens dos azuis do Restelo já tem um tapete de relva.

terça-feira, fevereiro 02, 2016

Aguilar foi oportunidade irrecusável para o Belém

A contratação de Abel Aguilar, médio capitão da seleção colombiana, até ao final da presente temporada foi uma das grandes surpresas do mercado de inverno e acontece, como geralmente sucede nestas ocasiões, por se tratar de uma oportunidade de negócio que não podia ser desperdiçada e que acaba por juntar o útil ao agradável. Se, por um lado, o jogador já era conhecido de Julio Velázquez, que terá mesmo pedido um esforço à SAD para o contratar; por outro, o próprio Abel Aguilar viu que esta seria a grande hipótese de relançar a sua própria carreira.

Depois de ter atuado em Itália e Espanha, Aguilar rumou ao futebol francês, concretamente ao Toulouse, onde perdeu espaço esta época depois de ter sofrido uma lesão no tornozelo direito que o afastou também da seleção do seu país e o impediu de participar na última edição da Copa América. A saída do Toulouse, clube com o qual rescindiu contrato, já era portanto um dado praticamente adquirido e só a atenção dos responsáveis azuis terá demovido Aguilar de rumar novamente à Colômbia para estar mais perto da observação de José Peckerman, o argentino que comanda a seleção colombiana.

Com a indicação de que vai ser frequentemente chamado à titularidade numa equipa que vai lutar para atingir novamente um lugar na próxima edição da Liga Europa, Abel Aguilar acabou por aceder à proposta do Belenenses, considerando que esta será uma boa oportunidade para, aos 31 anos, relançar a sua carreira no Velho Continente. Não só estará ainda a tempo de rubricar um contrato financeiramente vantajoso como não deixará de merecer a atenção de José Peckerman se atuar assiduamente a titular num campeonato português que, apesar de não ter a visibilidade de uma Premier League ou de uma Liga Espanhola, vai tendo cada vez mais divulgação. Recorde-se que o médio participou em 56 jogos oficiais defendendo a camisola da Colômbia, tendo apontado 6 golos. O último encontro disputado pelo seu país aconteceu a 30 de março de 2015 frente ao Kuwait, tendo sido titular e marcado um excelente golo.

Considerado peça fundamental para Peckerman, que o lançou a titular durante o último Mundial nas vitórias frente à Grécia, Costa do Marfim e Uruguai, é bem provável que o regresso aos cafeteros seja uma realidade caso se apresente em boas condições físicas e já com adequado ritmo competitivo.

O Belenenses

Com a contratação de Abel Aguilar, o Belenenses vai aparecer bem mais consistente na zona do meio-campo e ataque. O colombiano vem juntar-se a Bakic, cedido pela Fiorentina, Juanto, recrutado ao Llagostera e ainda a Lucas Pugh, dianteiro formado pelo River Plate e com rica história de golos nas seleções jovens do país das Pampas.
Em resumo, mais soluções numa equipa que acabou de conquistar três pontos na Madeira e que está apenas a cinco pontos dos lugares que dão acesso a uma competição europeia na próxima temporada.

Salésias: primeiro campo relvado de Portugal volta a ter relva

Salésias: primeiro campo relvado de Portugal volta a ter relva
- " Belenenses voltará a utilizar o espaço histórico
O Campo das Salésias prepara-se para voltar a receber futebol. O espaço, votado ao abandono, voltará a ser utilizado pelo Belenenses e tem sido alvo de um processo de recuperação ao longo dos últimos meses.

Recordado como o primeiro campo relvado em Portugal, o recinto volta esta semana a apresentar um tapete verde, de acordo com as imagens partilhadas pelo clube do Restelo.

O Belenenses terá direito de utilização do espaço situado junto à Escola Secundária do Marquês do Pombal.