quarta-feira, Abril 16, 2014

Bilhetes à venda para receção ao Sporting

- " O Belenenses já comunicou os preços dos bilhetes para a receção ao Sporting, em jogo referente à 28.ª jornada da Liga portuguesa.

Os sócios e acompanhantes pagam 8 a 15 euros, respetivamente.
Os restantes adeptos vão ter de pagar entre 20 a 30 euros.

Leia a notícia completa na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

terça-feira, Abril 15, 2014

Rambé espreita a titularidade

 - " PARA O JOGO FRENTE AO SPORTING
Rambé deve ser o homem em quem Lito Vidigal apostará para ser a referência ofensiva do Belenenses frente ao Sporting. Isto se o técnico entender jogar com um ponta-de-lança de raiz, o que também não é um dado adquirido.

Após a expulsão de Deyverson frente ao V. Guimarães e a lesão muscular de Tiago Caeiro – que não joga mais até ao final da temporada –, Rambé passou a ser o único ponta-de-lança disponível, pelo que se admite que possa ser utilizado de início ou então ser opção desde o banco.

Recuperável é Gonçalo Brandão. Ausente da partida com os vimaranenses por lesão muscular, o defesa treina-se condicionado e é possível que recupere a tempo de ser utilizado. Quanto a Eggert, faz gestão de esforço.

Nacional e Belenenses querem Vinícius

- " O médio brasileiro Vinícius, vendido pelo SC Braga ao APOEL, do Chipre, no último verão, poderá regressar a Portugal na próxima época.

O jogador, de 27 anos, tem em mãos propostas do Nacional e do Belenenses e mostra-se tentado a mais uma aventura no nosso País.

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

segunda-feira, Abril 14, 2014

Gonçalo Brandão ainda preocupa

Gonçalo Brandão (foto ASF)
- " Depois do triunfo frente ao Vitória de Guimarães, no Restelo, o plantel do Belenenses regressou, esta segunda-feira, aos treinos, com vista à preparação da receção ao Sporting, no sábado.

O defesa Gonçalo Brandão, que falhou o encontro com os vimaranenses devido a um problema muscular, fez treino condicionado, estando ainda em dúvida para o embate com os leões. O médio islandês Eggert Jónsson, em gestão de esforço, também trabalhou à parte dos colegas de equipa.

De referir ainda que João Meira saiu tocado do treino, queixando-se de dores no joelho direito, após um lance com Deyverson. O central foi assistido, colocou gelo na zona atingida e acabou por não completar a sessão de trabalho, mas não deve representar motivos para alarme.

Fredy chegou aos golos no 50.º jogo na Liga

Fredy  (foto ASF)
- " O penalty convertido por Fredy frente ao Vitória de Guimarães correspondeu ao primeiro golo do jogador no campeonato, ao fim de 50 jogos.

No Belenenses há 10 anos, Fredy nunca tinha feito um golo no principal escalão. O extremo foi lançado por Jaime Pacheco na época 2008/2009.

Fé na permanência agora é ainda maior

 - " Lito Vidigal alcançou 7 pontos em 12 possíveis
Lito Vidigal foi contratado por Rui Pedro Soares, presidente da SAD do Belenenses, com o objetivo de alcançar a permanência, algo que, não sendo impossível, era (e ainda é) bastante complicado. Porém, nas quatro jornadas que Lito disputou como treinador do clube, alcançou 7 pontos em 12 possíveis – o melhor registo desde o início da temporada. Uma entrada de leão...

A sequência de um empate e duas vitórias permitiram à equipa, ainda que à condição, sair do 14.º lugar e encarar a fase final do campeonato com mais confiança. As três semanas de trabalho que Lito tem como treinador do Belenenses não são suficientes para que a equipa jogue com o seu cunho, mas a mesma alcançou dois registos relevantes, sendo que um diz respeito ao facto de o Belenenses ter vencido fora, algo que ainda não tinha acontecido até aqui. O outro está interligado com a capacidade finalizadora dos avançados – no caso de Deyverson e Tiago Caeiro, com 1 e 2 golos respetivamente –, que ainda não tinham marcado até à entrada do sucessor de Marco Paulo.

Paralelismo

Esta sequência de bons resultados que Lito Vidigal, de 44 anos, alcançou no clube do Restelo é semelhante àquela que conseguiu na U. Leira, na última vez que orientou na 1.ª Liga, em 2009/10. Na altura, o treinador substituiu Manuel Fernandes à 8.ª jornada, registando logo a seguir duas vitórias e outros tantos empates, o que contribuiu para que, no final do campeonato, a equipa do Lis terminasse num meritório 10.º lugar. Além de U. Leiria e Belenenses, o técnico orientou ainda o E. Amadora, no escalão principal, na temporada 2008/09. No Estrela, Lito registou os mesmos resultados positivos, mas acabou por deixar o clube, por causa dos ordenados em atraso ao plantel que também motivaram a saída do emblema tricolor das provas profissionais.

domingo, Abril 13, 2014

Lito Vidigal: «Temos de continuar a sofrer»

 - " AVISA QUE A MANUTENÇÃO NÃO ESTÁ GARANTIDA
Lito Vidigal ficou feliz pelo precioso triunfo na luta pela manutenção, alcançado diante do V. Guimarães (2-1) mas referiu que o Belenenses não conseguiu "nada a não ser uma vitória"

"Vitória mantém-nos com esperança e com possibilidades de alcançarmos o nosso objetivo, que é a manutenção na Primeira Liga. É importante que os jogadores continuem a ter a atitude condizente com o que se pretende, porque vamos ter campeonato até à última jornada. As minhas expetativas são sempre altas. Trabalhamos sempre para conseguir os melhores resultados. Estamos a passar uma fase em que temos de continuar a sofrer, porque não amealhámos os pontos suficientes no início do campeonato. Vamos continuar a pensar que nada está conseguido. Tenho dito aos jogadores para estarem preparados e disponíveis em todos os aspetos. Com mais tempo de trabalho, vamos melhorando. Temos três semanas de trabalho, durante as quais os jogadores têm crescido individual e coletivamente. Agora, temos de analisar aqueles aspetos menos positivos deste jogo e trabalhar na próxima semana", sustentou no final da partida.

Belenenses-V. Guimarães, 2-1: Revolta de Fredy com mão de Tomané


- " Bisa num triunfo dos azuis facilitado pelos erros alheios 
Sete pontos em quatro jornadas. Eis o registo bastante positivo de Lito Vidigal à frente do Belenenses, que ontem bateu o V. Guimarães por 3-1, afastando os minhotos da luta europeia e permitindo aos azuis ultrapassarem, à condição, o P. Ferreira na fuga ao playoff. Foi a segunda vitória consecutiva da equipa do Restelo, algo que já não se via desde as duas últimas rondas de 2009/10 (quando acabou por descer).

sábado, Abril 12, 2014

Críticas ao Rio Ave



- " Joaquim Neutel, assessor do presidente da SAD do Belenenses, criticou o Rio Ave por ter apresentado uma equipa sem muitos dos habituais titulares no jogo deste sábado com o Olhanense.

«Registamos o comportamento do Rio Ave frente ao nosso adversário direto. Ficaremos surpreendidos se o Paços de Ferreira não ganhar ao Rio Ave na 29.ª jornada», limitou-se a dizer o dirigente após o triunfo do Belenenses na receção ao Vitória de Guimarães.

O Olhanense venceu em Vila do Conde o Rio Ave, por 2-1, e mantém animada a corrida pela manutenção.

Belenenses critica postura do Rio Ave


Belenenses critica postura do Rio Ave

 - " Lisboetas apontam ainda para jogo com o Paços de Ferreira

O Belenenses criticou neste sábado a «postura do Rio Ave» frente ao Olhanense, clube que está em grande luta pela permanência com os lisboetas. Os do Restelo apontam ainda para a jornada 29, na qual há um jogo entre os de Vila de Conde e o Paços de Ferreira.

«Registámos o comportamento do Rio Ave com o nosso adversário direto e ficaremos muito surpreendidos se o Paços de Ferreira não vencer o Rio Ave na jornada 29», disse, numa declaração única, o diretor de comunicação do Belenenses, Joaquim Neutel.

Ora, na génese da primeira crítica está o facto de o Rio Ave ter feito muitas poupanças no onze, no qual não repetiu um único jogador em relação à partida anterior, com o Benfica. A equipa de Nuno Espírito Santo joga com o Sp. Braga a meio da semana a segunda mão da meia-final da Taça de Portugal.

Quanto ao Paços de Ferreira, tem a ver com as boas relações entre os de Vila de Conde e os pacenses.

Vidigal: «Não está nada conseguido e não está mesmo»

Vidigal: «Não está nada conseguido e não está mesmo»

- " O treinador do Belenenses, Lito Vidigal, em declarações após o jogo com o V. Guimarães, da jornada 27 da Liga 2013/14:

«O que disse aos jogadores é que vamos sofrer até ao último jogo. Não conseguimos nada a não ser uma vitória que nos mantém com esperança de ficarmos na I Liga. O jogo não nos resolve nada, é importante os jogadores perceberem isso, continuarem a pensar assim e a terem atitude condizente. Vamos ter campeonato até ao último segundo e vamos trabalhar dessa forma.»

«Queixas da arbitragem? Normalmente não falo de árbitros, tento fazer o meu trabalho. Disse aos jogadores para se aliarem dessas questões, primeiro temos de pensar na nossa forma de jogar. Muitas vezes temos de ignorar os árbitros e concentrar-nos nosso trabalho. Não nos podemos dispersar.»

«As minhas expectativas são sempre altas, o que acontece depois é outra história. Estamos a passar uma fase em que continuam a sofrer porque não amealhámos os pontos suficientes no início do campeonato. É pena. Não está nada conseguido e não está mesmo.»

«A entrada da equipa? Explica-se trabalhando mais tempo. Com trabalho essas pequenas questões vão ser eliminadas. Temos crescido e isso é que importa. Agora temos de analisar alguns aspetos menos positivos e trabalhá-los durante a semana.»

Belenenses-V. Guimarães, 3-1 (crónica)

Belenenses vs Vitória de Guimarães (Lusa)- " Entrar mal e corrigir com erros dos outros
O grito ainda deve estar a ecoar por Lisboa, neste preciso momento. O grito do speaker do Restelo e dos adeptos fiéis que estiveram no estádio nesta tarde. O 2-1 de Fredy foi o soltar de tensão acumulada do Belenenses, que com um triunfo sobre o Vitória e o com o resultado do Olhanense baralha de novo todas as contas da parte debaixo da Liga. O jogo terminou 3-1 graças a bis de Fredy a dar o descanso final aos de Belém e a deixar os minhotos com reduzidas hipóteses de repetir presença europeia.

Uma entrada absolutamente em falso retirou todo o moral que o Belenenses tinha trazido de um triunfo em Barcelos e deixou os lisboetas, já aflitos na classificação, com a cabeça à roda frente a um Vitória que começou superior, mas que mostrou também ter arte para dar tiros no pé. Esta última, uma referência para Malonga, nome chave neste encontro.

Ora, para uma equipa entrar em falso significa que a outra teve um início «antónimo». O Vitória marcou cedo, com um remate de Crivellaro a desviar em João Afonso e a bater Matt Jones, naquela fase em que ainda ninguém percebeu o que é o jogo, o que vai dar, que estratégias vinham daí. A única coisa que se percebia eram os onzes e que Rui Vitória jogava em 4x1x3x2. Crivellaro aproveitou estar como interior esquerdo para atirar.

Depois desse golo aos dois minutos, sim, confirmou-se. O Vitória era melhor sobre o relvado, era quem mais atacava: uma tendência que se foi invertendo aos poucos e, por fim, aos muitos com a expulsão de Malonga. Um disparate do vitoriano. Já tinha um cartão amarelo por uma entrada fora de tempo e depois atingiu João Meira na canela. Soares Dias acertou na expulsão, talvez tenha errado na cor do cartão.

Antes da expulsão, o jogo tinha ficado aberto, naquela altura em que a tendência se inverteu. Moreno tinha atirado à trave, Miguel Rosa desperdiçado a jogada mais bem delineada do desafio com um pontapé na área ao lado.

O intervalo chegou com vantagem mínima dos minhotos, enquanto o Belenenses passou dez minutos a desaproveitar a superioridade numérica. Ou seja, foi preciso ir ao balneário buscar as ideias para ultrapassar os dez do Vitória sobre o relvado. Ali, na expulsão de Malonga tinha começado outro jogo, que o Belenenses só iria saber jogar a partir do empate.

Os lisboetas estavam a demonstrar uma enorme incapacidade para jogar entre as linhas do Vitória, bem mais compacto no miolo. Por isso, quando Rojas foi para o meio e Geraldes cortou nas costas da defesa (em posição irregular), o movimento apanhou quase de surpresa a defesa minhota. O lateral colocou ao segundo poste onde Deyverson empatou.

A jogada repetiu-se mais vezes, tanto à direita como à esquerda com o Belenenses a criar espaços. Ainda assim, foi à terceira decisão de grande penalidade que Soares Dias acertou. Tinha analisado mal duas, uma sobre Tiago Silva outra sobre Deyverson, ajuizou bem a mão de Tomané. Fredy não desperdiçou e o Restelo entrou numa gritaria.

O Vitória ainda tinha um fôlego, rematou duas vezes à malha lateral com o Belenenses a perder inteligência e a ganhar coração a mais para o que era pedido. Ainda assim, Rojas teve tempo para inventar uma jogada e dar a Fredy novo golo. Triunfo selado, o segundo consecutivo o que é inédito na temporada, e que deixa o Belenenses, pelo menos por um par de dias fora dos lugares de descida.

 - " Belenenses-V. Guimarães, 3-1 (destaques)

Deyverson: da luta ao golo até à expulsão

Belenenses-V. Guimarães, 3-1 (destaques)
A figura: Deyverson 
Apareceu como único ponta de lança, acabou com a companhia de Rambé e um golo que deu pontos ao Belenenses. Falta-lhe físico para ganhar mais duelos, isso é evidente, mas tem qualidade técnica suficiente para fazer estragos numa defesa e, acima de tudo, enorme vontade de mostrar serviço. O que só pode ser bom para o Belenenses. Correu a atacar, correu a defender e, para além do golo, ainda sofreu um penálti de Douglas, guarda-redes do Vitória numa jogada típica de Deyverson no jogo: o guardião recebeu, ele foi lá porque acreditou que chegava e chegou mesmo. O guarda-redes derrubou-o, só Soares Dias não viu. Acabou expulso num lance com Leonel Olímpio e saiu inconsolável. Mas, ao contrário de Malonga, a influência que teve no jogo foi bem positiva.

O momento: minuto 79

Estava 1-1, o Belenenses jogava em superioridade numérica, rondava a área e Soares Dias já tinha tido algumas decisões polémicas na partida. Mas nesse minuto viu bem a mão de Tomaé na área, após canto. Fredy aproveitou o penálti e colocou o Belenenses na frente.

Outros destaques

Rojas

Não desequilibrou tanto pelo drible, isso praticamente só o conseguiu na última jogada do desafio, mas percebeu a desmarcação de Geraldes para o empate e, só por aí, tinha de ganhar pontos. Depois, fez a jogada do 3-1 e assistiu Fredy para o golo final do desafio. Para além disso, teve uma série de definições bem conseguidas. Um dos melhores em campo, sem dúvida.

Geraldes

Muito bem o lateral-direito do Belenenses na altura em que a equipa passou a jogar com dez unidades. Subiu pelo flanco, percebeu os movimentos interiores de Rojas e, num deles, esgueirou-se nas costas da defesa (em offside, sim) e teve o discernimento de servir Deyverson para o empate.

Fredy

Sangue frio na hora de bater o penálti. Há o velho ditado futebolístico de que grande penalidade é tão importante que devia ser o presidente a cobrar. Ora, isso no Belenenses era difícil chegar a um consenso, por isso avançou um jogador da casa, daqueles que leva o emblema ao peito há muitos anos. Fredy não falhou e assim não há discussões.

«Esta vitória não decide nada» - Lito


- " O treinador do Belenenses alerta que o triunfo (2-1) sobre o Vitória de Guimarães não servirá de nada se a equipa não vencer os últimos três jogos que faltam para disputar no campeonato.

«Foi importante, foi para isso que trabalhámos, mas não define nada. É mais uma vitória danos alento. Vai haver campeonato até à última jornada e temos de estar preparados para sofrer até ao último segundo do último jogo», disse Lito Vidigal no final da partida.

«O nosso objetivo era ganhar. Temos de encarar os nossos jogos com atitude de vitórias, pensar que é possível vencer. Se pensarmos assim, estamos mais perto de vencer e só vencendo vamos conseguir o nosso objetivo que é manutenção», atirou.

Belenenses vence V. Guimarães (3-1)

Deyverson (foto ASF)


- " O Belenenses recebeu e venceu o Vitória de Guimarães por três bolas a uma, em jogo da jornada 27 da Liga.

Crivellaro ainda deu vantagem aos vimaranenses, logo aos 2 minutos, mas Deyverson, aos 51, e Fredy, aos 79 e 90+4, anotaram os golos do triunfo da formação do Restelo.

As duas equipas terminaram o encontro reduzidas a dez unidades, tendo sido expulsos Malonga, aos 35 minutos, e Deyverson, aos 89.

Cidade Belenenses custa €66 milhões e nasce em 2015

Presidente do Belenenses, António Soares (foto ASF)

- " O projeto de requalificação do complexo do Restelo já está em andamento, prevendo-se a construção da Cidade Belenenses para 2015.

Os terrenos detidos pelo clube darão lugar a uma autêntica cidade, com a construção de espaços de comércio, um novo pavilhão desportivo, um health club, piscinas, colégio, uma clínica, residências assistidas e até um novo polo universitário. Tudo isto será feito por um grupo de investimento português, agora parceiro do Belenenses, que irá investir, no total, 66 milhões de euros.

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA

Lito Vidigal convoca todo o plantel

 - " Mesmo os lesionados Gonçalo Brandão e Tiago Caeiro
O treinador do Belenenses, Lito Vidigal, convocou esta sexta-feira todos os jogadores que compõem o plantel, para a receção de sábado ao Vitória de Guimarães, relativa à 27.ª jornada da Primeira Liga.

Depois de na semana passada ter elaborado uma lista com 20 atletas, para a deslocação ao terreno do Gil Vicente, o técnico angolano optou por chamar os 26 jogadores do plantel, inclusivé os lesionados Gonçalo Brandão e Tiago Caeiro, que abandonaram a partida com os gilistas, ainda no decorrer da primeira parte. Belenenses, 15.º classificado com 21 pontos, e Vitória de Guimarães, 10.º com 31, defrontam-se no sábado, a partir das 18 horas, no Estádio do Restelo, num encontro que será dirigida pelo árbitro Artur Soares Dias, do Porto.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Matt Jones, Rafael Veloso e Filipe Mendes;

Defesas: Duarte Machado, André Geraldes, André Teixeira, João Meira, João Afonso, Kay, Gonçalo Brandão, Kaká e Filipe Ferreira;

Médios: Fernando Ferreira, Eggert Jonsson, Danielsson, Bruno China, Tiago Silva, Miguel Rosa, Fredy, João Pedro e Jorge Rojas;

Avançados: Fábio Sturgeon, Rudy, Tiago Caeiro, Rambé e Deyverson.

Direção apresenta conclusões do PER

 - " Plano permitiu reduzir dívidas em 4,5 milhões
A direção do Belenenses revelou esta sexta-feira as conclusões da adesão ao Plano Especial de Revitalização (PER), que permitiu ao clube reduzir o passivo de dívidas a credores em mais de 4,5 milhões de euros (ME). Com a aprovação do PER, o clube diminuiu um passivo exigível ligeiramente superior a 13 ME para 8,7 ME, num processo que se iniciou em junho do ano passado e que obrigou a direção a negociar com os 225 credores do Belenenses, entre os quais o banco Banif e o Estado (Fisco e Segurança Social), que são credores de 5,1 ME e 850 mil euros, respetivamente.

Em conferência de imprensa realizada no Estádio do Restelo, o presidente do clube, António Soares, referiu que os "azuis" passarão a ter um encargo mensal de 45 mil euros, no primeiro ano, sendo que este valor diminuirá gradualmente até 2022. António Soares adiantou que esta reestruturação permite que o clube pague mensalmente a todos os credores o mesmo valor que pagava somente ao Banif e enalteceu não só a compreensão dos credores, como também o trabalho levado a cabo pela direção. "É um dia importante para o Clube de Futebol `Os Belenenses'. Encerra-se hoje um processo fundamental para o futuro do clube. Não ganhámos nenhum jogo, nem nenhum campeonato, mas, se as gerações vindouras perceberem o que foi feito, poderemos ter ganhado um clube", afirmou.

O presidente do emblema do Restelo considerou que esta "foi uma vitória do Belenenses e algo que pode ser decisivo na reestruturação do clube daqui para a frente". "As direções que se seguirem a esta sabem com o que contam, sabem quem são os credores e sabem quanto lhes têm de pagar", sublinhou, antes de revelar um acordo de patrocínio assinado com o Banif, que permitirá ao clube encaixar 60 mil euros anuais, durante 25 anos, num total de 1,5 ME.

sexta-feira, Abril 11, 2014

Lito Vidigal: «Ainda não estamos numa posição segura»

 - " TÉCNICO PRETENDE MAIS PONTOS
Lito Vidigal pretende que o Belenenses continue a pontuar nos próximos jogos de forma a garantir a permanência, sem sofrimentos.

"As vitórias são importantes mas ainda estamos numa posição que não é segura", referiu o treinador, que quer ver a qualidade apresentada no terreno do Gil Vicente, onde conquistou uma vitória: "trabalhamos da mesma forma, sempre com a mentalidade de que vamos entrar para ganhar todos os jogos."

Convidado a analisar as três semanas de trabalho que já leva no Belenenses, Lito Vidigal resumiu: "O balanço é positivo."

Já João Afonso abordou o encontro com o V. Guimarães, sublinhando que os vimaranenses têm muita qualidade: "Têm muito valor e reforçaram-se a pensar na Europa, por isso será um jogo difícil. No entanto, há o desejo de vencer, independentemente do que aconteceu no passado [eliminação na Taça da época passada].

Refira-se ainda que Lito Vidigal convocou todos os elementos para esta partida da 27.ª jornada da Liga, que terá lugar no sábado, à exceção dos lesionados Tiago Caeiro e Brandão.

«Vamos trabalhar até à última gota de suor pela vitória» - Lito Vidigal

 - " Conquistada a primeira vitória da época fora do Restelo, no passado domingo, em Barcelos, frente ao Gil Vicente, Lito Vidigal reconhece novo alento para a receção deste sábado ao V. Guimarães.

«Trabalhamos sempre da mesma forma, pensando em ganhar. Esta é a nossa mentalidade. Não vamos alterar nada para o jogo com o Guimarães, vamos trabalhar até ao último segundo e até à última gota de suor», afirmou o treinador do Belenenses, já depois de reconhecer o alento que representou os três pontos que a equipa trouxe de Barcelos:

«As vitórias são sempre importantes. No entanto, mantemos a mesma posição e os três pontos não asseguraram ainda nada.»

Lito Vidigal decidiu chamar todo o plantel, excluindo Tiago Caeiro, que se encontra lesionado e não jogará mais esta época. Gonçalo Brandão também está a contas com problemas físicos, mas está inserido no grupo.

quinta-feira, Abril 10, 2014

Terminou a época para Tiago Caeiro

Tiago Caeiro (foto ASF)
- " Terminou a época para o avançado do Belenenses, Tiago Caeiro.

O jogador só poderá voltar a jogar na próxima época em virtude de uma lesão na parte posterior da coxa direita, sofrida frente ao Gil Vicente.

quarta-feira, Abril 09, 2014

Tiago Caeiro não volta a jogar esta temporada

 - " Lesão na coxa direita afasta o avançado
Más notícias para o Belenenses. Os azuis do Restelo, que continuam na luta pela manutenção, não vão poder contar com o contributo de Tiago Caeiro no resto da temporada. O avançado lesionou-se na coxa direita e vai falhar o que falta jogar esta época.

Aos 30 anos, Caeiro, que este ano é o único avançado do Belenenses com golos marcados (2), sofreu a lesão durante o embate da 26.ª jornada, diante do Gil Vicente, que a equipa lisboeta acabou por vencer por 1-0.

Caeiro e Brandão em risco para Guimarães

Tiago Caeiro (foto ASF)

- " Tiago Caeiro e Gonçalo Brandão, que foram substituídos ainda na primeira parte do encontro com o Gil Vicente, não se treinam desde o jogo em Barcelos e podem nem vir a defrontar a equipa vimaranense, isto porque continuam a recuperar de problemas musculares.

Leia a notícia completa na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

terça-feira, Abril 08, 2014

Comunicado da Direcção: PER do Clube aprovado

Share

Simbolo
- " Vem a Direção do Clube de Futebol “Os Belenenses” através deste comunicado prestar aos sócios e adeptos o seguinte esclarecimento:
Em Julho de 2013, na sequência do quarto pedido de insolvência em menos de um ano, decidiu a Direção do Clube de Futebol “Os Belenenses” no âmbito das competências que os estatutos lhe conferem, apresentar em tribunal um pedido de adesão ao Processo Especial de Revitalização (PER), tratou-se na altura de uma medida que a Direção entendeu como inevitável dada a impossibilidade de fazer frente a um passivo exigivel de mais de treze milhões de euros.
Aceite pelo tribunal o pedido de adesão em 5 de Agosto de 2013, iniciou-se um período de negociações que culminou com a apresentação, em 16 de Janeiro de 2014, de um plano aos credores, plano esse que como já foi anteriormente divulgado obteve a aprovação de 90,14% do total de créditos. No passado dia 6 de Março de 2014 o plano foi homologado pelo Juíz tendo posteriormente transitado em julgado.
Encontra-se assim encerrado com sucesso um processo absolutamente estrutural para a vida do Clube e que permite encarar o futuro com outro otimismo, tendo sido possível chegar a um acordo que permite ao Clube fazer face aos seus compromissos com os credores de forma controlada e perfeitamente definida. Importante salientar que como consequência da aprovação do plano, o passivo exigível foi reduzido em mais de 4,5 milhões de euros.
Queremos nesta altura deixar uma palavra de agradecimento a todos os que tornaram possível esta vitória para o Clube de Futebol “Os Belenenses”, desde aqueles que nos assessoraram ao longo deste processo, aos credores que, votando favoravelmente o plano que lhes foi apresentado, permitiram viabilizar a continuidade do nosso Clube. Queremos ainda deixar um agradecimento muito especial aos trabalhadores do Clube que, com uma única exceção, votaram favoravelmente o plano que lhes foi apresentado, contribuindo de forma muito importante para o sucesso já referido.
Para terminar informamos que no decurso da próxima semana, será convocada uma conferência de imprensa e uma Reunião Geral de Sócios em data a anunciar, onde serão dadas as informações mais relevantes deste processo e esclarecidas todas as questões que forem colocadas.
A Direção

segunda-feira, Abril 07, 2014

«Reforçamos as possibilidades de conseguir a manutenção» – Lito Vidigal

Lito Vidigal (foto ASF)
- " Após a vitória frente ao Gil Vicente, o treinador do Belenenses, Lito Vidigal, está mais confiante que será possível alcançar a desejada manutenção, mas alerta que é preciso continuar a trabalhar.

«Penso que foi uma vitória justa. Foi um jogo bem disputado. Umas vezes estivemos melhor do que o adversário, outras menos bem, mas acabámos por conquistar três pontos muito importantes. Estamos na cauda da classificação e tínhamos de reagir», afirmou Lito Vidigal.

O técnico acredita na possibilidade de atingirem os objetivos pretendidos:

«Com esta vitória, reforçamos as possibilidades de conseguir a manutenção e vamos continuar a trabalhar, a acreditar e a dar tudo para conseguir.»

domingo, Abril 06, 2014

Lito Vidigal: «Estamos na cauda da tabela e tínhamos de reagir»

 - " Relevou a importância da vitória em Barcelos
O Belenenses conquistou este domingo três importantes pontos na luta pela manutenção em Barcelos, diante do Gil Vicente (2-1), em encontro a contar para a 26.ª jornada da Liga ZON Sagres. O técnico azul, Lito Vidigal, destacou a "justiça" da vitória e a importância de uma reação face à posição ocupada na tabela.

"Penso que foi uma vitória justa. Foi um jogo bem disputado. Umas vezes estivemos melhor do que o adversário, outras menos bem, mas acabámos por conquistar três pontos muito importantes. Estamos na cauda da classificação e tínhamos de reagir. Com esta vitória, reforçamos as possibilidades de conseguir a manutenção e vamos continuar a trabalhar, a acreditar e a dar tudo para conseguir", declarou no final do encontro.